PITTA


Pitta é formado pelos elementos fogo e água, em sânscrito a palavra pitta deriva de tapa que significa aquecer, austeridade e concentração. As funções fisiológicas de pitta incluem a digestão da comida, manutenção da temperatura corporal e a visão.

Esse dosha é responsável pelas transformações, em níveis físicos, na transformação da matéria comida em calor e energia para o corpo através do processo digestivo, e em níveis sutis, esse fogo auxilia na digestão dos pensamentos, na clareza e inteligência da mente.

O local principal de pitta é no intestino delgado, mas este também se faz presente na parte mais baixa do estômago, no sangue, fígado, vesícula biliar, baço, assim como nos olhos, suor, secreções sebáceas e na camada cinzenta do cérebro.

No intestino delgado pitta se apresenta como as enzimas digestivas, no estômago como ácido clorídrico, no sangue como hemoglobina e no fígado como bile. Pitta contém agni, fogo digestivo, assim o apetite é criado por esse dosha, assim como toda a parte de digestão e assimilação das comidas e água.

O calor é eliminado do corpo através da transpiração, como forma de resfriamento do excesso de fogo. As secreções sebáceas costumam ser abundante em pessoas dessa natureza, e esse excesso faz com que exista perda de cabelo.

Subdoshas de Pitta:

Pachaka Pitta – A palavra sânscrita “pachaka” vem da raiz pach que significa digerir, absorver e assimilar, logo este subdosha está presente no estômago e intestino delgado, assim como no suco digestivo intestinal que é secretado pelas vilosidades do intestino delgado, e na saliva onde se inicia a digestão de alguns alimentos.

Pachaka pitta governa a digestão no estômago dentro das primeiras duas horas depois da ingestão do alimento, pois suas qualidades quente e penetrante quebram a comida de forma que os vasos sanguíneos das vilosidades possam absorver os nutrientes.

Os produtos finais do bolo alimentar digerido são absorvidos através dos pequenos capilares, então entram nos vasos sanguíneos e são enviados para a circulação geral. Essa transformação  de bolo alimentar na essência do alimento é chamada de ahara rasa, ahara = comida e rasa = suco, quando o alimento se transforma numa massa líquida na última fase da digestão.

Transtornos de Pachaka Pitta:

A desordem desse pita pode criar hiperacidez, hipoglicemia, fissura por açúcar, gastrite, úlcera péptica, indigestão, anorexia e sensação de peso após as refeições (dispepsia).

Ranjaka Pitta – O significado de “Ranjaka” é “dar cor” e esse suddosha seria basicamente o próprio sangue, e está presente principalmente no fígado dando cor à todos os tecidos e no baço, assim como no estômago. Ele está intimamente relacionado com a criptogênese, que é a criação das células vermelhas do sangue na medula óssea, por isso ranjaka é responsável por dar cor ao sangue.

A função de ranjaka pitta no fígado é a desintegração da hemoglobina, que produz heme e globina, e do heme a bile é produzida, e sua função é dar cor à urina, fezes e suor. No estômago ele é responsável pela produção de sangue na medula óssea, e no baço, ranjaka mata as bactérias e parasitas além de produzir algumas células brancas (rasa) dando proteção.

Existe uma relação entre ranjaka pitta e alochaka pitta, outro subdosha de pitta associado com os olhos, pois os olhos e o fígado estão conectados, logo qualquer toxidade no fígado pode criar distúrbios visuais.

Transtornos de Ranjaka Pitta:

Hepatite, anemia, síndrome da fadiga crônica, degeneração gordurosa do fígado, cálculos biliares e fotofobia, sensibilidade à luz devido à toxidade no fígado.

Sadhaka Pitta – Sadhaka está presente na camada cinzenta do cérebro como certos neurotransmissores, e no coração como parte do plexo cardíaco. Ele é responsável pelo conhecimento, entendimento, compreensão e apreciação, transformando sensações em sentimentos e emoções.

Sadhaka pitta também transforma o som físico em impulso nervoso, sendo transformado, digerido e traduzido em significado, além de estar presente nas células cerebrais com uma substância neuroquímica especializada, criando PES, o importante sexto sentido.

Este subdosha tem a importante função de nos dar a noção de existência, de nosso ego, da sensação do “eu sou”, isso porque sadhaka mantém uma relação com a memória selecionando um determinado arquivo do vasto holograma de moléculas de DRA/RNA.

O processo da nossa mente em perceber a realidade e ter consciência da verdade é um dos papéis de sadhaka, que faz a ponte entre ouvir e ver algo percebendo sua existência. Sadhaka é necessário para a transformação de um objeto em pura experiência, pois quando a experiência é gravada nas células cerebrais ela se transforma em memória, e memória em conhecimento.

O pitta presente no sistema nervoso é responsável por todas as mudanças neuroquímicas através desse subdosha, como também a regulagem da temperatura dos neurônios, e a transformação das moléculas de comida, água e ar em um componente biológico celular chamado de citoplasma, que posteriormente é transformado em consciência por atividade metabólica celular sutil.

Transtornos de Sadhaka Pitta:

Confusão mental, perda de memória, dificuldade em distinguir real do irreal, perda da auto estima, depressão e problemas cardíacos.

Alochaka Pitta – localizado principalmente na região dos olhos, este subdosha se relaciona intimamente com esse órgão, presente na córnea mantendo a transferência e translucidez, na íris mantendo a cor e no cristalino para manter a transferência.

Este subdosha é necessário para a percepção óptica, mantendo a temperatura do globo ocular, a cor da íris, a visão das cores e da luz. Alochaka mantém a percepção visual e a visão tri dimensional., sendo uma de suas mais importantes funções, a habilidade em focar , que significa a constrição ou dilatação da pupila.

Alochaka também está associado as emoções, diferindo a localização e sabor das lágrimas conforme as sensações de prazer, dor, amor ou raiva.

Transtornos de Alochaka Pitta:

Qualquer mudança nos olhos, como dificuldades de visão para perto ou longe, também a conjuntivite, terçol, sensação de queimação nos olhos, fotofobia. As lágrimas reprimidas são a origem de alguns transtornos deste subdosha, dificultando a visão da verdade dos contecimentos.

Bhrajaka Pitta – A pele é o principal local deste subdosha, que é responsável por manter a pele aquecida e de compleição normal com brilho. Para a Ayurveda é de extrema importância este pitta, pois é através da pele que muito medicamentos (ervas, óleos, pastas) são absorvidos sendo carregados até o tecido ósseo.

É través dele que é mantida a sensibilidade táctil do toque, dor, temperatura e estereognosia (toque com a compressão das qualidades do objeto).

Através da pele pode-se observar a reação das emoções, logo este subdosha também se relaciona com os aspectos sutis dos sentimentos. Aqui torna-se claro a importância do toque, das massagens na liberação de sentimentos estagnados e acumulados no tecido conjuntivo.

Transtornos de Bhrajaka Pitta:

Ruborizar é uma característica de algum sentimento, ou de raiva ou vergonha, sendo um sinal do desequilíbrio deste subdosha, assim como a palidez pode ser um sinal de ansiedade, estresse ou medo. Problemas de ordem cutânea, como dermatites, acne e anestesia, perda da sensibilidade ao toque, formigamento e dormência também fazem parte dos transtornos de Bhrajaka.