Hospedagem Terapêutica

Melhor do que ler a respeito, fazer uma oficina, estudar ou ouvir falar, é poder ter a oportunidade de experimentar algo que eventualmente se mostrava somente como um conceito ou idéia em nossa mente. Atualmente ouço muito a respeito de alimentação saudável, dietas especiais, consciência alimentar etc, e percebo que “esquece-se” de que a alimentação é a extensão da nossa mente, corpo e escolhas. É preciso alinhar vontade e ação conforme nossos propósitos mais profundos, muito além do simples comer…

Essa é a proposta da Hospedagem Terapêutica que estou realizando aqui em casa. Como já disse em outras oportunidade, meu negócio não são “negócios”. A casa onde moro representa as experiências que tenho tido em minha vida pessoal, com mais de dez anos de prática de meditação budista, aos pouquinhos criando mais intimidade com o budismo e suas diferentes escolas, e com um pouco menos do que isso de tempo, poder partilhar as práticas ayurvédicas que sigo, a alimentação na prática como escolha de estilo de vida, onde pode-se observar algo além de nutrientes e vitaminas, e poder perceber os princípios dos elementos em tudo que nos cerca, e o melhor de tudo: dar a liberdade que isso seja sentido e vivenciado por cada um segundo suas formas individuais de ver a vida e sentir.

Dessa vez a experiência foi receber a Bárbara e Luca, dois irmãos que possuem um amor lindo, amizade e muita risada! Tivemos uma semanada de práticas, começando pelo simples dormir em um local silencioso, em meio a mata, passando pela anamnese ayurvédica para definirmos seus doshas, para num segundo momento, de forma leve e espontânea, podermos falar sobre as tendências que influenciam cada uma dos biotipos.

Eles puderam participar do Projeto Terça em Casa, botando a mão na massa, escolheram as especiarias, encararam os desafios de servir o alimento de forma harmônica em seus sabores, aromas e formas. Pudemos falar sobre o karma, sobre acumular méritos ao servirem tais refeições feitas com atenção e carinho, aos seus pais e familiares. Depois tivemos uma oficina de masalas, onde cada um intuitivamente pode escolher seus temperos e perceber no que tais especiarias podem auxilia los segundo seus biotipos ayurvédicos.

Seguimos nos dias seguintes com o despertar matutino, água morna com limão, desjejum segundo os conceitos ayurvédicos, massagem abhyanga, leitura de livros para abertura da nossa forma de enxergar o mundo, caminhada na praia no dia de sol, assistir ao por do sol na trilha da Costa da Lagoa, banhos de rio, e como sozinhos não realizamos nada, algumas parcerias muito especiais aconteceram para que essa vivência pudesse ser integral. A querida prof de yin yoga Marina Boni nos trouxe sua experiência com essa prática tão profunda, além da meditação guiada, a prof de Pilates e Crâniosacral Júlia Nunes ofereceu uma aula maravilhosa com muita atenção e dedicação, e ainda teve a vivência da Terapia Artística com a Maria Alice, ao ar livre 😉

Com os dias passando tão rápido não sobra tempo para tudo que eu gostaria de passar, por isso deixamos fluir, sem aula ou palestra sobre Ayurveda, mas toques, dicas, conversas, sempre lembrando que todos temos o livre arbítrio, a cada momento fazemos escolhas, ora mais consistentes, ora nem tanto, sabendo ainda da nossa responsabilidade por tais escolhas, a lei do karma se aplicando as nossas palavras, pensamentos e ações!

Mas tivemos bastante tempo para as oficinas e criações gastronômicas, desde burgues de inhame, pão integral de semente de girassol, ricota de amêndoas, até caruru vegan, rosti de inhame, tortinha de doce de leite de castanha de caju, risoto vegan de cogumelos orgânicos, omelete vegan, chocolate quente de leite de coco e por ai vão as delícias…

E como nao somos somente um estômago cheio de desejos acoplados numa mente incansável de querer saciar os impulsos dos sentidos (rsrs), acordamos cedinho e caminhamos até o espaço da querida Bia, ordenada monja zen, que pôde orienta-los quanto a prática do zazen (meditação), momento especial ❤

Para finalizar, colheita consciente da erva baleeira na restinga da praia, a cada folhinha retirada um pedido de licença, não foi Bárbara e Pedro?! Puderam experimentar o contato com essa maravilhosa planta que oferece as propriedades antiinflamatórias capazes de aliviar muitas dores físicas, e até emocionais… Acompanharam o comecinho do feitio do óleo medicado segundo os preceitos ayurvédicos, e assim que o óleo estiver pronto prometo enviar um vidrinho pra cada, como agradecimento pela maravilhosa companhia e troca que tivemos por aqui nesses dias!

IMG_0310

Na despedida, mais uma curta sessão de meditação – onde há consciência não existe o erro, o medo, a insegurança. Quando buscamos nos conhecer, nos colocamos de frente aos nossos maiores desafios. Eu pude vê-los exercitarem o melhor de vocês e fico muito feliz de ter tido a oportunidade de assisti-los ousarem sairem de seus padrões de comportamento e aprendi muito nesses dias em suas companhias! Voltem sempre _/\_ muito carinho por vocês!

Anúncios

Vamos nos encontrar?

Dia 16 de julho é dia de Yin Yoga, Meditação e Ayurveda no Espaço Cardamomo!

O encontro é aberto a todos, praticantes ou não, afinal, essa é uma excelente oportunidade para começar se você nunca meditou, praticou Yin Yoga ou se alimentou de uma comidinha preparada a moda ayurvédica!

Acontece assim, o encontro começa às 11hs, a prática de yoga será no deck ao ar livre em meio à exuberante natureza da mata do Canto dos Araças (Florianópolis), e ao finalizar, terá uma refeição simplesmente saborosa para degustarmos juntos!

Quem cozinha sou eu, quem da a prática é a querida Marina Boni,

só perde esse domingão quem não tiver antenado 😉

Increva se pois são poucas vagas!

Oficina Yin_almoço_Ayurveda

Retiro Contemplativo – Equilibrando as Emoções

Convidamos à todos a participarem do Retiro Contemplativo – Equilibrando as Emoções, que acontecerá de 02 a 04 de dezembro na Reserva Natural Passarim em Paulo Lopes (30′ de Florianópolis-SC)
 
Unindo as tradições orientais, propomos um retiro contemplativo, respeitando o silêncio, contendo sessões de prática de Yin Yoga, Meditações guiadas segundo a tradição budista, Oficina Prática de alimentação e Orientações Práticas da Medicina Ayurveda e Medicina Tradicional Chinesa com o intuito de promover o auto conhecimento e equilibrar as emoções.
 
O programa do Retiro se divide em momentos de aprendizado, contemplação da natureza, introspecção, consciência e oportunidade de renovação.
 
O local do retiro é propício para as atividades sugeridas, com estrutura para um pequeno grupo, espaço livre para caminhadas e banhos de rio. A alimentação será vegetariana, integral e em sua maioria vegana e orgânica, as refeições serão elaboradas segundo as tradições medicinais ayurvédica e chinesa, contemplando a saúde integral, 
desintoxicação do organismo e nutrição dos sentidos.


As organizadoras e reponsáveis pelo programa, aulas, oficinas e orientações possuem experiência nas respectivas áreas, ética e compromisso em passar os conhecimentos através de suas próprias experiências e conforme sua capacidade de atuação. conheça mais: 

O valor sugerido inclui as duas pernoites, todas as refeições e atividades do cronograma, materiais utilizados e apostila, com facilidades e descontos:
* Até 10/11 – 1º parcela a ser depositada no valor de 180,00 + 2X de 180,00 em cheques pré datados entregues no dia do retiro
* Até 10/11 – Única parcela a ser depositada no valor de 510,00
* Depois de 10/11 – 1º parcela a ser depositada no valor de 240,00 + 2X de 180,00 em cheques pré datados entregues no dia do retiro
Conheça a programação:
SEXTA-FEIRA
18:00 – 19:30 – Recepção
19:30 – 20:00 – Janta
20:00 – 20:30 – Roteiro Retiro
20:30 – 21:00 – Introdução à Meditação
SÁBADO
06:45 – 07:00 – Água morna com limão
07:00 – 08:30 – Prática de Yin Yang Yoga
09:00 – 09:30 – Café da Manhā
09:30 – 10:00 – Descanso
10:00 – 11:00 – Orientações Terapêuticas segundo a Medicina Ayurveda
11:00 – 11:30 – Meditação
11:30 – 12:30 – Descanso
12:30 – 13:00 – Almoço
13:00 – 14:30 – Descanso/ Caminhadas
14:30 – 15:00 – Meditação
15:00 – 16:00 – Prática de Meditação da Cozinha
16:00 – 17:00 – Orientações Terapêuticas segundo a Medicina Tradicional Chinesa
17:00 – 17:30 – Doce da Tarde
17:30 – 18:00 – Meditação Caminhando
19:00 – 19:30 – Dúvidas com chá
19:30 – 20:00 – Janta
20:00 – 20:30 – Leitura
20:30 – 21:00 – MeditaçãoDOMINGO
06:45 – 07:00 – Água morna com limão
07:00 – 08:30 – Prática de Yin Yoga
09:00 – 09:30 – Café da Manhā
09:30 – 10:15 – Orientações terapêuticas segundo a Psicologia Budista
10:15 – 11:00 – Encerramento
11:00 – 11:30 – Karma Yoga – Limpeza

O Retiro de Primavera foi muito bom, promete outros eventos!

O Retiro de Primavera, contemplando as práticas de Yin Yoga, Ayurveda e Meditação foi muito especial. Poder estar na companhia de pessoas firmes em seu propósito de conhecer e praticar a meditação como ferramenta de auto conhecimento e reconhecimento das inúmeras realidades que criamos, e das possibilidades de criarmos realidades mais alinhadas com nossa verdade interna, reconhecendo assim nossa natureza búdica, foi um privilégio.

img_3074A sangha (grupo) é uma das jóias búdicas, sendo um apoio fundamental para que a prática de meditação ganhe espaço de forma efetiva em nossas vidas corriqueiras e cheias de distrações que a cada dia crescem e nos afastam cada vez mais de nosso silêncio interno.

Mauna é o nome que damos ao silêncio da palavra, uma das práticas mais profundas para chegarmos ao conhecimento da nossa mente e percebermos quantos ruídos ela ainda gera. Mas quando propomos que o Retiro de Primavera fosse feito em silêncio, não imaginávamos o quanto seria realmente levado à sério, e quantos benefícios poderiam surgir em apenas 2 dias de prática séria. img_3022Um local tão integrado com a natureza não poderia oferecer algo diferente do que pudemos experienciar: silêncio, contato com a mata, águas cristalinas, locais de recolhimento, beleza natural, estrutura ideal para um Retiro como esse. Temos profundo agradecimento pela Lu e a Reserva Passarim, por nos receberem com tanto afeto!

 

img_2964Falando em agradecimento, não poderia faltar mencionar a linda parceria com a Michele e Saulo da Loja Grão Mestre, que nos forneceram os produtos secos orgânicos, possibilitando que a alimentação fosse realizada da forma mais saudável possível! Agradecimento a querida Luana que nos forneceu todos os frescos orgânicos, sem vocês, esse primeiro passo não poderia ter sido dado, viva a união e apoio às causas que beneficiam à todos!

img_3044

Ficamos muito felizes com a participação de todos durante a Oficina de Prática Alimentar que também foi realizada em silêncio (pelo menos o possível, rs), me surpreendendo e ajudando a realizar esse sonho: prática na cozinha sem tagarelice! Estendendo a prática de meditação para os afazeres mais comuns, como lavar louça, cozinhar etc. foi muito especial! ❤

 

img_3111Apesar da Primavera, tivemos uma manhã fria e aconchegante ao lado do fogo, transmutando todos os processos que foram vivenciados durante aquele fim de semana. Descobrimos que o carinho, afeto e relação não precisa muitas vezes da palavra, e quando em silêncio, aguçamos os outros sentidos…

 

 

img_3005Inclusive o sentido gustativo, nhammm, valeu cada comidinha, receitinha especial segundo a Nutrição Ayurveda e pitadas consideráveis dos ensinamentos da Medicina Chinesa em parceria com a querida amiga Terapeuta Nina!

Uma vivência boa dessas merece repeteco, quem sabe em meados de dezembro estamos por lá, celebrando a chegada do Verão, com propostas adequadas ao momento de transição da estação do florescimento para a extroversão, calor e dias de banho na cachoeira 😉 img_3189Esse trio funcionou muito bem, em respeito e amizade, queridas Marina e Nina, agradeço pelo aprendizado em convivência pacífica e harmoniosa!

_/\_

Retiro de Primavera – Yin Yoga, Ayurveda e Meditação

“Sentar-se em silêncio aparentemente é fácil para alguns e relativamente neurótico para outros. Nossas mentes estão assim ultimamente: dual, agitada, repetitiva, irriquieta, cheia de argumentos e questionamentos que nos fazem distrair-nos mais ainda, principalmente quando resolvemos buscar tais respostas do lado de fora. Buscamos no google, nos pais, professores, pseudo mestres, companheiros, alimentos, baladas, alguns lisérgicos, cursos, viagens e por aí vai…, ah, só pra constar, não há problema algum com nenhum desses subterfúgios citados, desde que não acreditemos que será ali que estarão as nossas respostas.

E mais uma vez nos frustramos ao não encontrar nada além de alguma diversão e depois um enorme vazio em todas essas coisas, afinal, segundo o conceito da filosofia budista, tudo é vazio. É, nada fácil para nossa mente apreender tal conceito, há não ser que experimentemos esse tal vazio. Sinceramente, não encontrei até hoje nenhuma outra ferramenta que me leve tão verdadeiramente e profundamente nesse tal vazio que não fosse a prática de meditação.

É aí que entra o propósito da prática: esvazie-se. Não há nada além disso, manter-se presente, pleno, aberto, disponível para experimentar a vida, tal como é, como se apresenta, e não como desejamos, esperamos, manipulamos e controlamos para que seja. É como é, e aceitar isso nos traz uma profunda paz e entendimento de que tudo está certo, em seu devido lugar e que não há nada a fazer. Esse ponto é ainda mais delicado, contando que vivemos numa sociedade rodeada de valores e padrões que nada mais são do que? FAZER. Faça isso, faça aquilo, pense, planeje, lute, interfira, esforce-se etc, por aí vai… À meu ver, o único esforço aqui é disciplina-se para manter a prática diária de meditação, como um remédio homeopático que nos trás um pouquinho de consciência à cada dia, cada momento.”

EIS O NOSSO CONVITE:

Venha meditar conosco nesse encontro de Primavera, permita-se passar algumas horas e dias na companhia de si mesmo, aquietando seu barulho interno e ajustando seu relógio ao seu propósito superior. Além das sessões de meditação, o retiro contará com as práticas de Yin Yoga, refeições ayurvédicas, orientações de saúde integral segundo a Medicina Ayurveda e Medicina Tradicional Chinesa e a prática de Mauna (silêncio).

O local propicia a prática do silêncio, é uma Reserva natural, com mata, cachoeira, trilhas, ambiente simples e aconchegante, chama-se Reserva Passarin, no município de Paulo Lopes, próximo à entrada de Garopaba (SC).

Serão poucas vagas, portanto quem tiver interesse, faça sua inscrição!

Para mais infos, visite a page do evento!

Meditando na Cozinha

Há quase oito anos ministrando as Oficinas Práticas de Nutrição Ayurveda, há dez anos praticando meditação (o que é um tempo relativamente curto considerando a condição limitada de nossa mente), essa é a primeira vez que consegui unir esses dois temas de forma tão profunda durante uma Oficina. Sempre aprendi durante meus retiros, que prática e teoria devem caminhar juntas e experimentei pela primeira vez essa verdade, sou muito grata pelos participantes que transformaram essa oportunidade em um momento tão simples e gostoso _/\_

13417694_1192314530812231_514184020425606258_n

O primeiro ato foi o Café da manhã, servido à moda ayurvédica, Crumble de banana e laranja e farofa de castanhas, Pão 100% integral com geleia de flores e ghee e Leite vegetal de amêndoas com chai.

Junto ao desjejum, abordamos a Teoria – explanação sobre os conceitos fundamentais da meditação: qual a razão para meditar, qual nossa motivação, ignorância – a raíz do sofrimento, impermanência – a condição de todas as coisas, ilusão – a roda de samsara, equanimidade – a ação da não ação, aceitação, observação e adhitana – forte determinação e disciplina para manter a prática em meio às condições e valores atuais de nossa sociedade.

13502079_1192810807429270_3670979680585834475_n

O segundo ato foi a Prática – encontrando a posição corretamente confortável, relaxando corpo e mente, observando a respiração como ferramenta para concentração, não se identificando com os pensamentos…ufa, é fácil falar mas praticar é um passo após o outro mesmo!

E o terceiro ato, como era de se esperar, mão na massa, nas panelas, nos temperos e recheios, o cardápio foi preparado pensando nos três biotipos ayurvédicos – vata, pitta e kapha – e suas condições e atributos. Preparamos uma masala para cada dosha, um caldo combinando os alimentos mais indicados para cada biotipo, uma entradinha com massa sem glúten e cobertura de pesto vegan e como não poderia faltar, a sobremesa, tortinha com massa sem glúten, doce de leite vegan e farofinha de cardamomo, bom hein!

Quarto e último ato, manjare! Degustação dos pratos em volta do fogão à lenha, em meio à natureza, quer mais?!

13510779_1193011340742550_4791877718296761658_n

Oficina Nutrição Ayurveda + Meditação

Oficina Prática de Alimentação Ayurvédica e Introdução aos Conceitos Básicos da Meditação – alimentando-se com consciência!

Um dos preceitos básicos da alimentação ayurvédica é o ganho de consciência dos efeitos dos alimentos em nosso corpo e mente, levando a escolhas mais saudáveis e compatíveis com nossas reais necessidades.
Para a Medicina Ayurveda, somos seres integrados, logo corpo e mente são uma coisa só e influenciam um ao outro conforme suas interações com os sentidos de ação e percepção (fala, tato, visão, olfato, paladar).
O papel da meditação no ganho da consciência alimentar é fundamental, por ser uma ferramenta que nos tira do automatismo e nos trás rapidamente para o estado de presença, o que me parece ser de grande importância e urgência nos dias atuais onde o modismo alimentar tem levado as pessoas as mais insalubres dietas que se pode imaginar.

Durante a Oficina observaremos a qualidade da nossa mente, consciência das nossas escolhas, sensações dos sabores dos alimentos, assim como as propriedades das especiarias e atributos dos sabores e sua influência sutil na mente.

Participe, são poucas vagas e muitas possibilidades de auto transformação!

_/\_

O ritual do novo ciclo

Texto por Glendha Kreutzer

 

 

?????????????????????????????????????????????????????????

Independente da religião ou calendário que se siga, qualquer cultura há de convir que os movimentos cíclicos fazem parte dos processos de entendimento e aprendizado de nossas vidas. Talvez pelo fato indiscutível da existência da roda do nascimento, crescimento, degeneração e morte. Não adianta mumificar ou embalsamar os corpos, enterrar os bens ou congelar os genes…, qualquer tentativa de eternizar ESSA VIDA, ou seja, eternizar o ego, personalidade e tudo o mais que criamos ao nosso redor que gere apego e identificação, será em vão.

Não gere medo ou angústia ao se deparar com essa realidade. Ela não é boa nem ruim, simplesmente é como é. Nossa mente sofre ao perceber que não terá como sobreviver eternamente. Ela não sabe que é alma, espírito e luz. Ela se engana, nós nos enganamos e passamos a acreditar no sonho desta vida. Viva essa vida pelo o que ela é, pelo o que você é agora. Não somos especiais, não acredite que és um mestre só porque medita, pratica yoga e tens alguns bocados de vislumbres pacíficos em sua mente. Não se sinta superior ao outro porque sabes recitar mantras, viveu na Índia ou esteve na presença de professores inspiradores. Esse é um grande erro! Lembre-se que se estás em contato com essas práticas espirituais, de duas uma: ou possuis mérito e por isso te chegam ferramentas que te auxiliam a perceber e se livrar de parte do seu sofrimento, ou és um verdadeiro necessitado de ajuda, portanto realmente necessitas por um tempo estar próximo dessas práticas e mestres.

lotus

Um pouco de inspiração para a sua prática:

Como cultivar a mente verdadeiramente consciente? Se queremos transmutar o sofrimento, não sermos o que pensamos ser, e sim enxergar as coisas como elas realmente são, é preciso tapas, forte determinação, desejo ardente em se libertar das distrações da mente:

“A mente não cultivada flutua por causa dos hábitos de comportamento, e, por estar ciente disto, Patanjali apresenta métodos de concentração no espírito universal de Deus, ou na respiração, ou naqueles que alcançaram a libertação pela prática do yoga, ou em qualquer coisa que seja condizente com a natureza da pessoa. Ao seguir esses métodos, o praticante desenvolve uma mente cultivadae, com esta, analisa corretamente, raciocina com exatidão ou, sem se deixar interferir pelos objetos do mundo externo, nem analisa enm raciocina, mas, sim, permanece em silêncio. Quando o cérebro cultivado fica em silêncio, é o estado de graça, e nele, o praticante vivencia a essência de seu ser. (…)

Patanjali nos adverte que não devemos nos deixar prender por essa quietude. Há mais coisas além dela, conhecida como a nascente da nossa própria consciência. Se você alcançar a tranquilidade da consciência e se mantiver nesse estado, lembre que existe um despenhadeiro conhecido como yoga-bhrasta, que significa “expulso do estado de graça do yoga”. Isso ocorre quando a pessoa fica presa nesse estágio, imaginando que é o fim do yoga. A prática deve continuar, uma vez que deve culminar, segundo Patanjali, no vislumbre da alma. Assim, da flutuação á quietude, da quietude ao silêncio, do silêncio ao vislumbre da alma, transcorre a jornada do yoga. Com intenso esforço e profunda fé, você tem de recarregar as baterias de sua inteligência para atravessar as vibrações da consciência e descobrir onde elas acabam. Ao atingir esse estado, você desenvolve uma consciência madura conhecida como inteligência experiente ou madura, que não se abala, e você se torna um só com a essência do seu ser. Isso é conhecido como nirbija-samadhi, ou samadhi sem semente.” (A árvore do yoga – B.K.S Iyengar).

what-is-vipassana-meditation-learn-how-to-liberate-yourself-from-suffering2-cc3b3pia

Meditação não se ensina nem se aprende, simplesmente se pratica. Posso orientar pessoas que me procurem como terapeuta, posso oferecer diferentes técnicas para que juntos possamos tranquilizar nossas “mentes-mico”, mas isso acontece como uma troca, um aprendizado mútuo, o fortalecimento do propósito, da sangha. Posso contar como venho trilhando meu caminho mas não posso apontar o caminho para ninguém…, desejo profundamente que acima de tudo, nos liberemos do nosso ego-existência, da importância pessoal, dos apegos que nos prendem à essa existência fazendo com que acreditemos profundamente que ela se resume somente à isso, a essa vida, esse corpo que cultuo e cuido, essa inteligência da qual me orgulho, esse ser com quem compartilho minha vida, esse trabalho que executo, essa casa ou cidade onde moro, essa roda de amigos, esses hábitos do dia a dia, esse meu, seu, teu, nosso!

Que todos os seres se liberem se suas amarras de sofrimento, que possamos aproveitar a influência dos ciclos, desse ciclo específico ao qual chamamos de “ano novo” e reafirmarmos nossos propósitos, fortalecermos nossa prática pessoal e caminharmos livres de tantos medos, apegos e aversões.

 

 

 

Café da tarde Ayurvédico, vamos?

Café da Tarde Ayurvédico, vamos?
A Oficina Prática do dia 29 foi cancelada pois a maioria não podia nessa data, mas mais um ciclo se abre e volto a convidá-los para o próximo encontro ayurvédico:
Dia 12 de setembro das 13:30hs às 18hs abro as portas de casa, faço espaço na cozinha, tiro as panelas dos armários e visto meu avental para aguardá-los para uma agradável tarde no Canto dos Araças, com direito à mão na massa de novas receitas vegetarianas criadas com base nos princípios da Nutrição Ayurveda!
A ideia é executar e degustar receitinhas ideais para um café da tarde saboroso e saudável, algo como bolo doce, tortinha salgada, vitamina, achocolatado, biscoito e salgadinho, com ingredientes integrais e em sua maioria orgânicos e veganos, e enquanto tudo assa e cozinha, nos sentamos e abrimos a roda para uma breve meditação, explicação dos ingredientes e o bate papo descontraído ayurvédico:
– especiarias e suas propriedades terapêuticas
– atributos dos doshas, gunas e sabores
– combinações alimentares e adequações
– auto observação e consciência do corpo
As vagas são limitadas, para garantir seu lugar ao fogão, faça já sua inscrição:
Valor da Oficina – R$150,00
A efetivação de sua vaga se dá à partir do momento que responde ao email demonstrando seu interesse para poder receber meus dados, realiza o pagamento e envia o comprovante do depósito para esse email – espacocardamomo@gmail.com, mas sugiro não se demorar, pois são poucas vagas e a data limite é dia 03 de setembro, há não ser que não feche turma 😉
 
GRANDE ABRAÇO À TODOS!!!
 
Glendha Kreutzer

Oficina de Preparados de Elixires Naturais

“Oficina de Preparados de Elixires Naturais”

Ãh, o que seria isso?

 

Reunir algumas mulheres e realizar um curso sobre beleza interior e exterior (claro) …., mas nenhum homem? Só mulheres mesmo? Ai ai ai, não sei não…hehehe, foi esse meu pensamento quando organizei esse curso com algumas amigas queridas.

Algum tipo de preconceito com minha própria natureza feminina? Não, na verdade confesso que carrego uma certa intolerância por alguns assuntos que foram implantados pela nossa sociedade com o rótulo de femininos, tais como “cuidar do corpo”, “o modelito da gostosa da novela das oito”, “papos de DR com o marido” etc etc etc, e por ai vai a baboseira denominada de Universo Feminino…como podem resumir algo tão belo, simples (nem tanto) e sutil, à meras tolices cafonas?

Mas com apenas um ajuste de foco, o que parecia o caos vira o paraíso: Reunir a essência feminina num ritual sagrado regado à momentos de silêncio, reflexão e moderada tagarelice…hum…parece bom!

Claro que poderemos falar de beleza, mas não aquela beleza das oito, mas a beleza intrínseca a qualquer ser que vive, sente, respira e se transforma…. vamos?

 

folder_mulher