Vipassana

vipassana

Tem sido difícil falar sobre o Vipassana, mas toda vez que termino um retiro/curso de meditação, sinto que o minimo que posso fazer é compartilhar e ajudar a divulgar tal técnica, que em sua essência tem se mantido tão pura e ensinada de forma correta, direta, sem dogmas ou rótulos.

Quanto mais pessoas tiverem acesso e praticarem Dhamma, menos sofrimento no mundo, e não se trata de uma prática “milagrosa”, é puro esforço e dedicação de quem decide se deparar com as raízes de seu sofrimento e exercitar virtudes como a equanimidade, para erradicar tais padrões e se liberar de suas amarras.

Para quem busca se aprofundar e conhecer melhor do que estou falando, no final desse texto seguem alguns links, prefiro deixar as informações técnicas para serem coletadas diretamente na fonte, assim sem passar pela minha interpretação 😉

Há dez anos realizei meu primeiro retiro/curso e tendo terminado meu 5° retiro/curso de dez dias na Técnica de Vipassana, me veio uma enorme vergonha de nunca ter feito o curso servindo (após ter feito o 1° curso, nos seguintes você pode optar em realizar o curso novamente sentado meditando, ou à serviço, trabalhando na cozinha entre outros afazeres para que outros se beneficiem do programa).

Senti como se ainda não tivesse entendido nada…, voltei pra casa com uma enorme sensação de vazio e uma certa “culpa” pelo sofrimento no mundo. “Não, isso não é Vipassana”, pensei. Eu aprendi que Vipassana significa “ver as coisas como elas realmente são”…. e “definitivamente culpa não é um sentimento que irá ajudar-me a desenvolver no caminho do auto descobrimento e auto cura”. Ok, vamos reavaliar a condição atual da minha mente, sentar, meditar e me fortalecer na técnica e assim que ocorrer uma oportunidade, eu servirei de alguma forma….e uma semana se passou após eu ter saído do retiro.

Então retornei (na medida do possível) à minha vida normal, casa, cachorro, marido, comida e um pouco de trabalho…, funções, praia, afazeres, contas, e no meio disso tudo mantendo a prática diária da meditação, foi então que “percebi”! Me dei conta que estou à serviço desde que nasci, nas poucas situações onde deixo o orgulho e egoísmo de lado e cedo em alguma situação, me ofereço a ajudar em qualquer coisa mínima sem o menor interesse em receber algo, não deixo minha irritação contaminar os outros e ao ambiente, não exijo nada de alguém, apenas aceito o que pode ser dado, e por ai vai…confesso que não consegui me manter equânime, na verdade fique feliz, bem feliz e isso me animou a continuar a prática!

Vi que somente erradicando o meu sofrimento, poderei realmente ajudar a diminuir o sofrimento do mundo…eu gerando menos sofrimento, multiplica isso pelos anos que vou viver e pronto, alguns minutos, horas, dias de névoa de dor, medo, depressão, raiva, orgulho etc à menos….bom não?

Pra celebrar tal descoberta – prefiro salientar aqui que esse texto acima é consequência de uma experiência na prática, de múltiplas sensações, emoções, sentimentos etc e não um jogo mental de poder, ego ou algo do gênero – assisti ao filme que me encheu de esperança, esperança de igualdade, compaixão, amor e verdade para com todos, fica a dica: Dhamma Brothers (Vipassana nas prisões).

filme

Mais infos quanto à prática de Vipassana: https://www.dhamma.org/pt/

Agenda dos locais e datas dos próximos cursos no Brasil: https://www.dhamma.org/pt/locations/directory#BR

Materiais e leituras sobre a Técnica Vipassana: https://livrosvipassana.wordpress.com/

Um pouco de inspiração (estudo sobre o Budismo na linha Theravada: http://www.acessoaoinsight.net/index.htm

Bhavatu sabba mangalam – Que todos os seres sejam felizes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s