Mysore – entre sedas, sandalo e charlatoes

Texto  :  Glendha  Kreutzer

MYSORE entre sedas sandalo e charlatoes

 

De Hampi, pegamos um tuk tuk pra Hospet, e entao um bus turistico sleeper ate Bengalore, cidade louca que chegamos de madrugada, rodamos ate achar a Rodoviaria, pegamos buslocal lotado, descemos em outra estacao de bus pra pegar sentido Mysore, peregrinacao…

Essa e uma cidade um tanto interessante de se conhecer, arquitetura bonita, ruas limpas e de facil movimento, e facil rodar por la e conhecer restaurantes e cafes gostosos…, credito para o Aramane Cafe, em frente ao Palacio Maharastra.

Logo que chegamos em Mysore, tivemos alguns problemas com o taxi que pegamos, enfim, rodamos um tempao dentro do carro e ele nos deixou numa biboca de hotel no centro e nos cobrou coisa de 300 rupias pelo giro, e isso e caro considerando os kilometros que rodamos (vale verificar o valor por km que eles cobram, mas, antes de entrar no carro). O hotel ficava bem proximo da Catedral Sta Philomena, igreja com uma energia bem gostosa, e com os santos que nos sao mais familiares…rs

Apesar do contratempo de que o hotel ficava proximo a uma sinagoga islamica e que todos os dias as 6 da matina e as 6 da tarde um rapaz no alto falanta recitava la os canticos sagrados (com todo o respeito a religiao, ninguem merece ser acordadodesse jeito!), foi otimo ficar perto do centro, pois fizemos varios passeios a pe e alguns de rickshaw por precos amenos.

La conhecemos alguns contos do vigario, essa cidade realmente foi marcante pra nos! Desde bons rapazes que te abordam como amigos no meio da rua, e no bate papo te dao altas dicas do melhor e mais puro oleos essencial de sandalo, ate o bom rapaz que fala em bom karma e tenta te levar na loja de sedas onde ele ganha comissao…e incrivel como eles sao bons de papo, mas realmente vale agucar o “sexto sentido” pra perceber quem sao os bons e os que so querem te enrolar…

Fica a dica tambem pra dar uma boa olhada no mapa da cidade e ter uma ideia das distancias dos lugares, pois os tuk tuks tentam pedir os precos mais absurdos que podem imaginar. Como Mysore oferece excelentes cursos de Yoga, se torna uma cidade relativamente turistica, entao o papo new age e um dos utilizados pelos “amigos” para aplicarem os golpes…

Tem a feira “Devaraj Market”, que vale a pena a visita, rende boas fotos e boa pechincha tambem! Tem a loja “Cauvery Arts & Crafts Emporium”, um tanto carinha, mas foi la que encontramos, por indicacao da propria fabrica, o oleos essencial PURO de sandalo (1.500 rupias), que dentro da Ayurveda, tem diversas indicacoes de uso, podendo ser usado para as massagens em casos de desequilibrios de Pitta. Jantar no Restaurante RRR pode ser uma experiencia um tanto roots, mas vale a pensa experimentar comer em cima da folha de bananeira junto aos indianos por um precinho camarada.

O mais gostoso de tudo, pra nos, foi a visita a fabrica do oleo de sandalo, onde fomos recebidos pelo guia bem atencioso, que nos mostrou todo o processomecanico pelo qual a madeira passa, pra se transformar em po, oleo, ate chegar nos produtos finais como sabonete, incenso etc…, e na saida da fabrica vale comprar os incensos na lojinha, de sandalo e jasmim, sao realmente especiais.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s