Alimentação na prevenção do Câncer

Fonte  :  Hospital  A.  C.  Camargo e  site  http://www.saudecomciencia.com  /  Texto  :  Glendha  Kreutzer

Todos temos a consciência, de maneira istintiva ou mesmo através do conhecimento  intelectual, de que o alimento que ingerimos ajuda na formação de nossas células, e que através das mesmas, podemos obter saúde ou não.

Mas, como saber qual o alimento indicado para nosso biotipo? Por onde começar essa transformação? Afinal, ao optarmos por algumas mudanças pequeninas em nossas vidas, grandes transformações acabam por ocorrer.

Estive há poucos dias no Hospital do Câncer, na cidade de São Paulo, e fiquei feliz ao ver que os nutricionistas que ali trabalham têm consciência dos benefícios de uma alimentação saudável durante o tratamento do Câncer, e mesmo na prevenção do mesmo.

Folders explicativos ficam à disposição dos visitantes e pacientes, para que possam obter orientação quanto à alimentação que devem seguir para manterem a saúde física.

Mesmo existindo tantos estudos já comprovados cientificamente quanto à prevenção e tratamento do câncer através da alimentação, informações vindas do próprio hospital que oferece serviços  e dispõe de excelentes profissionais, é mais uma fonte segura que pode beneficiar quem sofre da doença, ou mesmo, atentar aos que buscam por uma vida mais saudável.

O trabalho das nutricionistas  é tão completo, que além das orientações, o serviço de Nutrição do Hospital oferece Oficinas gratuitas de Culinária Funcional destinado aos cuidadores de pacientes oncológicos.

Para dar um “toque ayurvédico” às receitas ensinadas nas Oficinas, sugiro o uso da cúrcuma como tempero saboroso, além de ser fonte da curcumina, substância capaz de aniquilar tumores cancerígenos:

“A cúrcuma é usada há mais de cinco mil anos na ayurveda, a medicina tradicional indiana. Por isso, Marcella Carneiro, uma bióloga apaixonada por plantas medicinais, questionou: seria a curcumina poderosa também contra o câncer? Marcella aplicou a curcumina sobre células com melanoma, o mais grave tipo de câncer de pele. Em poucas horas, um resultado impressionante. “Nossos testes demonstraram que ela matou 90% de células de melanoma.”

Abaixo, repasso texto na íntegra, retirado do folder explicativo disponível no Hospital A. C. Camargo:

Alimentação saudável contribui para evitar o câncer

No caminho da prevenção do câncer está a adoção de uma dieta equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e cereais integrais.

Ao mesmo tempo que uma alimentação equilibrada diminui as chances de você ter Câncer, o contrário contribui para colocar você entre o grupo de amior risco para apresentar a doença. Existem pequisas que sugerem ser possível evitar cerca de 35% dos casos de câncer apenas alterando a dieta.

Isso é fato porque alguns alimentos funcionam como atioxidantes, fornecendo ao organismo substâncias imprescindíveis para combater os radicais livres que atacam as células.


Por que é tão importante ter uma dieta rica em fibras?

Com certeza, você já ouviu de seu médico a recomendação de “incluir mais fibras na alimentação diária”. Seguir essa orientação é muito importante para o equilíbrio de seu organismo e fundamental para prevenir vários tipos de câncer, especialmente o colorretal.

As fibras no intestino ajudam na “limpeza” de substâncias que são consideradas agentes promotores do câncer por auxiliar de maneira muito eficiente na eliminação das fezes.


Onde você encontra os atioxidantes?

É fácil. Os antioxidantes estão nas frutas, verduras, legumes e/carnes. Entre os fundamentais para a amnutenção da saúde do organismo estão as vitaminas C (encontrada nas frutas cítricas), E (óleos vegetais, grãos e nozes) e A (alimentos de cor alaranjada, amarelos e vermelho) e o Zinco, um mineral presente nas carnes e nos laticínios.


Adote as dicas a seguir. Seu organismo agradece…

– Mantenha uma dieta rica em alimentos de origem vegetal.

– Seu prato deve ter, pelo menos 2/3 de vegetais, grãos integrais e feijões e 1/3 (ou menos) de proteína animal (carnes magras).

– Coma, no mínimo, cinco porções de frutas e verduras por dia.

– Beba de seis a oito copos de água por dia.

– Sempre que possível, dê preferência a alimentos naturais e integrais.

– Inclua em seu cardápio diário: legumes, trigo integral, cevada, aveia, linhaça, arroz integral, soja, feijões e ervilhas.

– Consuma moderadamente os óleos vegetais saudáveis: óleo de canola e azeite de oliva extravirgem.

– Diminua o sal e acrescente temperos como alho, cebola, ervas aromáticas naturais e frescas (tomilho, hortelã, manjericão, erva-doce etc)

– Mantenha o peso saudável e pratique atividade física.

………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….

Como pessoa comum que adota a dieta vegetariana, sugiro aos que também o são, mas gostariam de colocar em prática as orientações acima, que busquem  junto à um profissional qualificado, sugestões de alimentos (como as oleaginosas e leguminosas que contém zinco) que contenham o mesmo mineral existente na carne para assim substituí-la.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s